Blog da Cia. Zero Zero de Teatro

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Olá pessoal.
Na semana passada fizemos uma apresentação muito legal no festival de Americana. Foi uma noite especial em muitos sentidos. Primeiro porque o teatro estava cheio e o público foi extremamente generoso. Estavam reagindo a todo o momento e muito junto com a gente. Isso não tem preço.
Depois tivemos um debate muito legal com os jurados, que falaram coisas ótimas a respeito do nosso trabalho. Souberam reconhecer o valor de nossa busca e nos parabenizaram pela adaptação, atuação, pelo cuidado com todos os elementos técnicos e pelo contato próximo que criamos com o público jovem.
Acabamos que fomos indicados aos prêmios de melhor peça, figurino, cenografia, direção e o Vinicius foi indicado como melhor ator.
O Vinicius ter sido indicado foi legal, pois essa foi sua última apresentação antes de sua viagem para a Inglaterra e a apresentação foi dedicada a ele.
Desde que estreamos a peça, nós conseguimos ter uma noção da popularidade que cada personagem tem com o público. É unânime o sucesso que o Shinigami faz, e não é por menos afinal o Brunão realmente arrasa! Mas o Raito sempre ficou meio nublado no meio disso tudo e eu particularmente sempre achei isso um pouco injusto, afinal interpretar o Raito como o Vini faz é um trabalho extremamente difícil, ele consegue ser qualquer garoto que derrepente encontra um propósito. Ele poderia ser eu, você, qualquer um que encontrasse esse caderno... ao mesmo tempo ele é Kira, um serial killer determinado em construir um novo mundo ao seu modo. É por isso que fiquei extremamente feliz ao ver que os jurados souberam ver isso no trabalho do Vini.
Essa foi a primeira vez que nós participamos de um festival competitivo, justamente por acharmos difícil a tarefa de julgar uma obra artística e dar valor de uma em comparação à outra. Eu mesmo já fui jurado em festivais de teatro e sempre achei extremamente subjetivo esse processo de avaliação, não é como o esporte onde fica claro quem ganhou o jogo. E a pergunta mais importante em relação ao teatro não seria: Pra que competir?
Mas apesar de não conhecer todas as peças que participaram do festival de Americana, tenho a impressão que os jurados foram justos e fico imensamente grato por termos participado.
No final das contas o maior prêmio da noite é a própria apresentação e o encontro com o público, nada tem mais valor que saber que a noite foi especial. E quarta passada a noite realmente foi.
Um perfeito modo de dizer até logo a um grande amigo, ator, mestre e discípulo!

Boa viagem brother e até a volta!


video
Recebemos o prêmio de segunda melhor peça, a peça vencedora foi "Por que a criança cozinha na polenta".

2 comentários:

  1. Poxa Miguel, só agora vi este.
    Obrigado.
    Vc é meu irmão.
    Abraço e cuida bem da nossa companhia.

    ResponderExcluir
  2. Ahhhhhhhhhhhh naaaao.... vcs foram em Americana... agora eu moro em Limeira... tem alguma chance de irem pra lá.. quero mto ve-los novamente...rsrs...
    bjos (especiais pra MISA AMANE mais linda do universo!!! =))

    ResponderExcluir